Familia | Jardim Botânico - RJ

O tamanho do ser

Não tenho pressa, sou semente e germino ao tempo, broto, pernas tronco e membros pequeninos. Assim mesmo enraizado, ouvindo risos e gargalhadas do lado de lá..


Pressa em crescer? Se já sou inteiro – que nada! – Vou aos poucos onde ela me leva, a tal que me engole, segura e sacoleja, pois já sou eu de cá. Inteiro, grande e brilhante ao sol, no filtro fino da pele elástica que estico e empurro nesse vai e vem de mim. 


E não importa o meu tamanho, pois sou semente do mundo e nessa barriga – mundo só – sou EU.

***

E assim fomos nós pelos caminhos floridos e cheios de interrogações (e contrações) do pequenino Enzo que entre uns passos e outros dava seu remelexo marcando presença. E no passeio cheio de inspiração e sentimento emprestamos a poesia em mais uma história cheia de carinho e esperança do tamanho que tem que ser e que dentro poucos dias chega para alegrar os caminhos dessa vida aqui fora. Mundo nosso e dele.


Parabéns menino, já és grandioso!


11/DEZ/2016
pé de que
contracao
sentindo enzo
quem ri primeiro
sentidos
pequenos passos
te quero aqui
o horizonte enzo
Ir para o topo